321achei | ProCorretor

Você sabe como funciona os Leilões de Imóveis?

0
Você sabe como funciona os Leilões de Imóveis?
5 (100%) 125 votes

Os preços para os imóveis têm aumentado gradativamente, e com esta crise o poder de compra do consumidor tem diminuído, sem ter certeza da estabilidade de renda possível para uma grande compra.

Os imóveis de leilão são uma boa oportunidade para investidores e também para quem possui um valor guardado que poderia servir para dar de entrada em um imóvel novo, mas que é mais do que suficiente para comprar em sua totalidade um imóvel sem precisar recorrer a nenhum tipo de financiamento, se você se enquadra nesta categoria, conheça melhor sobre os imóveis de leilão.

Saber como pesquisar

Existem sites especializados em leilões de imóveis e as próprias agências bancárias oferecem uma listagem com os imóveis disponíveis para leilão, alguns com preços 60% abaixo do valor de mercado, porém é importante estar atento a alguns detalhes chave antes de adquirir estes bens, que podem ser comerciais, residenciais, terrenos, lotes ou sítios, veja abaixo alguns destes detalhes:

  • Alta no mercado: Nos últimos anos a quantidade de imóveis para leilão praticamente duplicou de número, chegando a quase 20 mil imóveis retomados apenas pela Caixa Econômica Federal em todo o Brasil, isso se deve pela inadimplência dos moradores com seus financiamentos e por isso o banco não tem outra saída a não ser tomar posse do imóvel, porém este processo é demorado e pode haver contestação na justiça, portanto para evitar dores de cabeça é indicado apenas verificar imóveis desocupados, e para garantir bons descontos também buscar imóveis categorizados como venda direta.
  • Fundos Próprios: A grande maioria dos leilões não aceita que a compra seja feita por nenhum tipo de financiamento nem mesmo a aquisição do imóvel com os fundos do FGTS, por isso apenas se você possuir fundos próprios e com disponibilidade para transferência bancária imediata que o seu lance será considerado.
  • Leilão: Assim como qualquer leilão de outros objetos, carros e produtos, é realizada uma audiência para que os interessados disputem entre sim quem vai dar o maior lance, porém nem sempre é necessário este procedimento, alguns imóveis estão na categoria de vendas diretas, isso quer dizer que a compra poderá ser feita diretamente bastando que o comprador ofereça o valor desejado pelo banco e o imóvel será passado para o novo proprietário.

  • Ocupado: Alguns imóveis estão ocupados, ou seja, as pessoas que originalmente adquiriram o imóvel ainda residem no local e o banco algumas vezes inicia o processo da ação de despejo, porém em alguns casos o novo proprietário é quem deverá lidar com esta questão, podendo tornar este procedimento bastante custoso e lento através da via judicial. Quando estiver buscando por imóveis de leilão dê prioridade para os imóveis desocupados.
  • Investimento: Algumas vezes nos imóveis que ainda estão ocupados pelos antigos moradores, o interessado em adquirir o bem pode desejar utilizá-lo apenas como forma de investimento, cobrando do próprio morador um aluguel, fazendo com que o retorno seja imediato, porém nem sempre é possível para o morador conseguir bancar o aluguel do imóvel, sendo necessária a ação de despejo.

Já participou de um leilão de imóveis? Conte para gente nos comentários abaixo.

Você também vai gostar de ler Mais artigos do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.