6 Dicas para construir piscinas em casa

0
6 Dicas para construir piscinas em casa
5 (100%) 39 votes

Para quem vive em um país com um clima quente como o Brasil, construir piscinas em casa é o sonho de muitos brasileiros.

Naqueles dias quentes de verão a primeira coisa que nos vêm a mente é um bom mergulho naquela piscina pequena no quintal, e depois passar o dia relaxando com a família e os amigos dentro d’água.

Quer construir uma piscina pequena no quintal e não sabe por onde começar?

Vamos conferir então essas 6 dicas para construir piscinas em casa e garantir que piscina seja apenas sinônimo de tranquilidade e diversão.

  1. Defina a finalidade da piscina?

Antes de construir piscinas em casa você precisa definir qual será a finalidade da piscina.

Se a piscina for utilizada apenas para curtir momentos relaxantes no final de semana, então não é necessária a construção de uma piscina olímpica. Uma piscina pequena e barata, como uma piscina de alvenaria 3x5m, é mais do que suficiente para garantir o descanso da família.

Já para quem gosta de promover grandes festas e encontros, o ideal é uma construção um pouco maior que possa acomodar mais pessoas.

  1. Contrate um profissional

Nosso primeiro instinto é o de achar que podemos fazer quase tudo sozinhos. O único problema é que, na maioria das vezes, estamos enganados.

Construir piscinas em casa pode trazer grandes alegrias, mas também grandes transtornos.

Para construir piscinas em casa você precisa obter licença junto a prefeitura, principalmente pelo fato de ser necessária uma escavação que pode atingir alguma tubulação que você desconhece, como gás, água ou esgoto. Com certeza você não quer ser o vizinho que deixou o bairro todo sem água, certo?

Além disso, fazer escavações sem autorização do órgão local responsável para construir piscinas em casa pode render uma multa pesada. Literalmente, o barato sai caro.

Ao contratar um profissional você também não corre o risco de ter que passar anos olhando para uma piscina torta, ou que não retorna a água.

  1. Calcule o tamanho ideal da piscina

Muita gente acaba não se atentando muito para o espaço disponível no seu terreno para construir piscinas em casa. Para calcular o tamanho ideal da piscina é bem simples.

Sempre que você quiser saber o tamanho real que a sua piscina ocupará no seu terreno, e assim saber se há espaço disponível para a construção, basta multiplicar a área da piscina por 2.

Por exemplo, se a sua piscina tiver 2m x 2m (4m²), então você precisará de uma área total de 16m² (4m x 4m). Essa diferença se deve a necessidade de haver também uma área de circulação em torno da piscina.

Quanto a profundidade, o mais comum é que a piscina tenha até 0,50m de profundidade na parte mais rasa, ideal para crianças e para quem prefere apenas relaxar. Já na parte mais funda a profundidade ideal fica em até 1,40m, o que atende aqueles que preferem dar bons mergulhos.

  1. Evite construir no verão

O verão brasileiro tem como uma de suas principais características as fortes e frequentes chuvas, principalmente nos primeiros meses do ano. Por isso o mais inteligente a se fazer é evitar planejar e iniciar a construção da sua piscina durante essa estação do ano.

Se possível, programe-se para começar os trabalhos de construção ou instalação da sua piscina nos meses frios, preferencialmente durante o inverno.

Nessa estação o volume de chuvas é reduzido consideravelmente e isso ajuda muito, uma vez que você vai precisar fazer uma escavação no terreno onde será construída a piscina.

Além disso, construindo sua piscina durante o inverno, ela estará pronta para ser usada já no próximo verão.

  1. Piscina de alvenaria ou piscina de fibra?

Essa dúvida é uma das mais frequentes quando o assunto é construir piscinas em casa.

Tanto os modelos de alvenaria quanto os de fibra possuem vantagens e desvantagens.

As piscinas de alvenaria possuem uma durabilidade maior do que as piscinas fabricadas em fibra, e podem ser construídas no tamanho e formato que você quiser.

A desvantagem de construir piscinas em casa em alvenaria é a sua construção, mais complexa já que é necessária uma obra para sua construção.

Já as piscinas de fibra trazem a desvantagem, por serem basicamente estruturas já pré-fabricadas, de você ser obrigado a escolher somente entre os formatos e tamanhos pré-definidos pelo fabricante.

Por outro lado, a instalação deste tipo de piscina é mais rápida e simples do que as piscinas de alvenaria, já que sua instalação só necessita da escavação e de uma base de concreto que sustente as laterais do local onde a piscina será colocada.

  1. Mantenha a piscina longe de árvores

Quem decide construir piscinas em casa precisa entender que o local onde a piscina será instalada ou construída é muito importante para que você não se arrependa logo depois.

Árvores próximas a área da piscina podem acabar se tornando um problema, principalmente quanto a manutenção da piscina.

A queda de folhas dessas árvores vai fazer com que seja necessária uma limpeza diária para que elas sejam retiradas e isso pode aumentar os gastos com manutenção. Raízes grandes também podem causar transtornos já que podem fazer com que a piscina se deforme.

Se você fizer questão de ter árvores próximas a piscina, o ideal é optar por árvores de copas altas e com frutos leves.

Conclusão

Independente se você vai construir piscinas em casa, construir piscina em laje, construir uma piscina elevada ou fazer uma piscina de vinil, o primeiro passo é fazer todo o planejamento para que sua piscina fique do jeito que você quer.

Com estas 6 dicas para construir piscinas em casa você já sabe que para que a sua piscina não se torne uma dor de cabeça deve contratar um profissional para que ele possa lhe orientar em decisões como qual o tipo e tamanho de piscina ideal para o seu terreno, que árvores cultivar, entre outros.

Se você gostou dessas dicas para construir piscinas em casa conte pra gente aqui nos comentários qual tipo de piscina pequena e barata você gostaria de ter na sua casa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.